VITÓRIA! Três meses após o vazamento do áudio em que o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, supostamente
oferecia vantagens na marcação de cirurgias para pastores, a prefeitura do Rio sancionou o Projeto de Lei
que obriga a disponibilização da fila do Sisreg na internet!





Apoie nossa luta:

No dia 5 de julho de 2018, o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, foi surpreendido pelo vazamento de um áudio polêmico, onde supostamente oferecia vantagens para líderes religiosos na marcação de cirurgias na rede municipal de saúde.

O arquivo pegou todos de surpresa, e rapidamente foi convocada uma sessão extraordinária para debater o impeachment do prefeito.

Sabendo que favorecimentos e conchavos políticos nunca foram exclusividade de determinados políticos ou partidos, o Meu Rio iniciou uma campanha pela aprovação do Projeto de Lei do vereador Carlos Eduardo (Solidariedade), que exigia a disponibilização da fila do Sisreg na internet, dando mais transparência e acessibilidade a fila da saúde.

Foram mais de 10 mil cariocas lutando pela aprovação do Projeto, e, finalmente, ele se tornou uma lei!

Para que o Meu Rio possa continuar fazendo campanhas, nós precisamos da sua ajuda. Colabore ao lado e continue junto com a gente por um Rio mais democrático, transparente e inclusivo!








Ao longo do recesso da Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro, lançamos a campanha pela transparência na fila do Sisreg, e conseguimos juntar mais de 10 mil assinaturas.

Assim que os vereadores e vereadoras do Rio voltaram de férias, nós nos reunimos com o presidente da Câmara, o vereador Jorge Felippe, para entregar a petição assinada por milhares de cariocas que exigem uma cidade mais democrática e transparente.

Como funciona o Sisreg?

O Sisreg é um programa desenvolvido pelo Ministério da Saúde para o gerenciamento de todo Complexo Regulatório, indo da rede básica à internação hospitalar, visando a humanização dos serviços, maior controle do fluxo e a otimização na utilização dos recursos, além de integrar a regulação com as áreas de avaliação, controle e auditoria.

Hoje, se o paciente vai a uma consulta em qualquer unidade pública de saúde, seus dados são cadastrados no Sisreg. Através deste sistema, as unidades hospitalares têm como ver através dos cadastros os dados de pacientes, além de realizar o controle de suprimentos e de leitos distribuídos pela cidade.
Antes da sanção e regulação do Projeto de Lei, os cidadãos e cidadãs tinham a possibilidade de acompanhar seus prontuários via internet, mas não podiam acessar o sistema que diz em qual posição eles estão na fila de cirurgias.

Isso, além de ser pouco transparente, também impossibilitava uma fiscalização do serviço por parte dos órgãos de controle (Câmara de Vereadores e Tribunal de Contas do Município) e da sociedade civil. Por isso a nova lei é tão importante e, a partir de agora, "fura filas" por indicações políticas terão mais dificuldade de agir.









POR QUE O MEU RIO ENTROU NESSA?

O Meu Rio acompanha com atenção o momento de instabilidade política pelo qual passa a cidade. Sempre em busca de soluções que ampliem a qualidade de vida do carioca, acreditamos em uma cidade mais transparente, democrática e acessível.